Perguntas frequentes

.

Todos os horários, de ida e volta, são locais. O horário de embarque condiz com o horário oficial local da cidade de origem. Da mesma forma o horário de desembarque, que corresponde ao horário da cidade de destino.

As taxas de serviço são cobradas pelas companhias aéreas, que possuem a liberdade de estipular esses valores, entre outras tarifas específicas. Logo, as taxas de embarque são referentes aos serviços prestados pelos aeroportos e órgãos administradores, esses valores variam conforme o aeroporto.

Não. Somente após um de nossos consultores realizar a confirmação da disponibilidade e processamento do restante do pagamento é que sua compra será finalizada.

É necessário seguir a risca o nome que está no documento de identificação pessoal (RG ou passaporte), não utilize apelidos, abreviações ou, até mesmo, sobrenomes recebidos após o casamento, que ainda não constem registrados no documento pessoal que será apresentado no momento do embarque.
 

Entre em contato  o mais rápido possível solicitando a alteração com o consultor Voe Viagens que te atendeu. O consultor irá entrar em contato da a Cia aérea para verificar a regra de alteração do nome. Porém a maioria das companhias aéreas não efetuam alterações de nomes seja qual for o motivo. Nestes casos, deverá ser feita a solicitação de reembolso do bilhete emitido com o nome errado e efetuada uma nova compra. O nome errado pode comprometer e até impedir o embarque. A correção desta informação está sujeita a multa e diferença de tarifa caso o bilhete aéreo já tenha sido emitido.

Ao adquirir um Pacote Voe Viagens, o cliente poderá ter diversos serviços inclusos durante o período de sua viagem como, traslado aeroporto/hotel e hotel/aeroporto, city tours, passeios, seguros, locação de carros, entrada a shows, etc. Já o Voo + Hotel inclui apenas a passagem de avião e a reserva no hotel escolhido para hospedagem. Desta forma, o passageiro se responsabiliza pelos traslados, passeios, seguros etc. Consulte seu consultor Voe Viagens para aquisição de serviços extras.

Para marcar assento nos voos é necessário entrar em contato diretamente com a companhia aérea, seja por telefone,site ou no balcão da empresa no momento do check in.

Menores de idade devem possuir autorização com firma reconhecida pelos pais ou responsáveis para poderem se hospedar nos hotéis ou pousadas.

Os documentos necessários para viagens nacionais aos maiores de 12 anos são carteira de identidade, carteira de habilitação, passaporte com validade mínima de seis meses, carteira de trabalho, carteiras profissionais como CREA, OAB, CRA, CRM, militares e RNE. Não são aceitas cópias de documentos, mesmo que autenticadas. Somente documentos originais são válidos.

Menores de 12 anos acompanhados de um adulto como pai, mãe, tutor legal, irmãos maiores de 18 anos, tios ou avós devem ter RG e comprovante de parentesco com o adulto que irá acompanhá-lo durante a viagem. A Carteira de Identidade não pode ter mais de dez anos de emissão.

Menores de 12 anos acompanhados por um adulto sem grau de parentesco só poderão viajar se houver autorização registrada em cartório pelo responsável da criança.

Crianças menores de 12 anos só podem viajar desacompanhadas de adulto se tiverem autorização da Vara da Infância e da Juventude. Para isso, é necessário procurar a seccional mais próxima de sua região.

Passageiros maiores de 18 anos devem apresentar passaporte com validade mínima de seis meses para fazer viagens internacionais. Verifique se o país de entrada solicita a apresentação de visto.

Menores de 18 anos devem viajar acompanhados do pai e da mãe. Na hipótese do menor viajar sem a companhia de um dos responsáveis ou de ambos, é necessária a autorização dos adultos ausentes. Em alguns casos, como no México, por exemplo, é necessário emitir autorização em inglês e espanhol.

O novo passaporte brasileiro (de cor azul) não registra filiação do viajante. Portanto, os menores de idade, viajando ou não acompanhados dos pais, além do passaporte válido, também deverão apresentar no check in o RG ou a certidão de nascimento original. A Carteira de Identidade não pode ter mais de dez anos de emissão.

Maiores de 18 anos devem apresentar passaporte válido ou carteira de identidade original para entrar em países como Argentina, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Uruguai, Bolívia e Peru. É importante destacar que a carteira de identidade deve estar em bom estado de conservação e com foto do portador.

Menores de 18 anos também devem apresentar passaporte válido ou carteira de identidade original. A certidão de nascimento não é válida para viagens ao exterior e travessia de fronteiras. Na hipótese do menor de idade viajar sem a companhia de um dos responsáveis ou de ambos, é necessária a autorização dos adultos ausentes.

O novo passaporte brasileiro (de cor azul) não registra filiação do viajante. Portanto, os menores de idade, viajando ou não acompanhados dos pais, além do passaporte válido, também deverão apresentar no check in o RG ou a certidão de nascimento original. A Carteira de Identidade não pode ter mais de dez anos de emissão.

No momento da reserva de sua viagem informe a seu consultor Voe Viagens sobre o tempo de gestação que estará nas datas dos voos, pois algumas empresas impõem restrições ao transporte de gestantes. É importante verificar também com um médico de confiança se não há riscos para a saúde do bebê e da mãe na realização da viagem.

 Não. Os hotéis possuem horários específicos de check in e check out que devem ser respeitados. Caso contrário, diárias adicionais poderão ser cobradas. Verifique esta informação com a recepção do hotel ou com seu agente Voe Viagens.

 

A finalização de sua compra será após a confirmação da disponibilidade de lugares nos voos ou hotéis selecionados bem como a confirmação da aprovação e processamento de seu pagamento por um de nossos consultores. O voucher (documento que confirma a reserva), será enviado ao e-mail cadastrado em um prazo de até 2 dias antes da data de saída da viagem.

A reserva é cancelada automaticamente quando o cartão de crédito é reprovado pela operadora. Sendo assim, será necessário refazer o processo de compra no site ou na central de vendas. Nestes casos as reservas estão sujeitas à disponibilidade e alteração de valores.

O cartão deve ser de uma das pessoas que estejam viajando ou de algum parente de primeiro grau. Não são aceitos cartões de crédito de terceiros.

Sim, exceto taxas governamentais ou ambientais de alguns destinos que devem ser pagas no local.

É necessário entrar em contato com seu consultor Voe Viagens com o qual adquiriu o pacote ou ligar na loja para verificar a possibilidade da troca. Este procedimento está sujeito à disponibilidade, multa e alteração de valor.

De acordo com as regras gerais do contrato, o cancelamento de viagens pode gerar multas. Leia atentamente os termos aceitos no ato da compra para verificar tais condições.

Sim, desde que tenha disponibilidade no hotel de sua preferência. Esta ação está sujeita a pagamento da diferença tarifária e multa.

Acesse o site da Polícia Federal, clique em 'Requerer Passaporte' e siga as instruções. Para mais informações sobre documentos necessários, taxas e agendamento, entre em contato com seu consultor Voe Viagens.

Para evitar a proliferação de doenças, alguns órgãos internacionais e o Ministério da Saúde recomendam vacinação antes de algumas viagens. Os turistas devem, por exemplo, se imunizar contra sarampo e rubéola quando pretendem ir a outro país. A mesma preocupação existe quanto à febre amarela, principalmente se o destino for a África ou estados brasileiros como Acre, Amazonas, Amapá, Goiás, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins. Mais informações podem ser obtidas no site da Anvisa.

A passagem aérea é intransferível, ou seja, não pode ser utilizada por outra pessoa. Em caso de cancelamento será necessário solicitar a seu consultor Voe Viagens para que o mesmo junto a companhia solicite o reembolso.

Alguns pacotes de Circuito Europeu estão disponíveis no site. Para mais opções de pacote deverá entrar em contato com seu consultor Voe Viagens ou através dos telefones de contato das agências Voe Viagens.

Alguns opções de Cruzeiros estão disponíveis no site. Para mais opções de pacote deverá entrar em contato com seu consultor Voe Viagens ou através dos telefones de contato das agências Voe Viagens.

A Voe Viagens possui parceria com diversas empresas de aluguel de automóveis em diversos locais do Brasil e do mundo. Procure seu consultor Voe Viagens ou através dos telefones de contato das agências Voe Viagens.

Sim, mas somente nos casos onde companhia aérea possua em sua aeronave essa divisão por classe, como por exemplo: classe econômica, classe executiva e primeira classe.

O seguro viagem cobre o viajante em inúmeras situações que podem ocorrer durante a viagem, seja no Brasil ou no exterior, sendo indispensável para uma experiência tranquila. Em alguns casos, ele se tornou inclusive obrigatório. Para países da Europa que assinaram o Tratado de Schengen (Bélgica, Dinamarca, Alemanha, Finlândia, França,Grécia, Islândia, Itália, Luxemburgo, Holanda, Noruega, Áustria, Portugal, Espanha e Suécia), é exigido um valor mínimo de 30 mil Euros de cobertura de apólice de seguro para a entrada no país. 

Existem diversos tipos de seguro viagem, uns com cobertura mais ampla e outros menos abrangentes. Nos pacotes de viagem internacionais, normalmente, estão inclusos planos básicos, contemplando assistência médica, hospitalar e cirúrgica, despesas farmacêuticas, despesas odontológicas, repatriamento em caso de enfermidade ou de morte, seguro bagagem, de acidentes pessoais e invalidez permanente, dentre outros. 

Confira os serviços contemplados nos planos apresentados e conte com a ajuda de seu consultor Voe Viagens para encontrar um que se adapte melhor às suas necessidades, de acordo com o local visitado, tempo de visita e outros fatores. Muitas vezes, vale a pena solicitar a cotação de um seguro de cobertura mais ampla, pois a diferença de preço pode não ser muito grande.

 

O passaporte somente poderá ser concedido mediante a apresentação de todos os documentos exigidos por lei. Nesse caso, o Consulado poderá lhe dar um documento - gratuito - denominado ARB ( Autorização de Retorno ao Brasil ), válido exclusivamente para retornar ao Brasil. Você poderá retirar seu novo passaporte no Brasil, quando estiver com todos os seus documentos novamente em mãos. 

Dica: providencie cópias de todos os documentos antes da viagem e deixe com alguém de contato, no Brasil, apenas como segurança no caso de roubo ou perda.

Visto é um documento emitido por um país dando a um certo indivíduo permissão para entrar no país por um certo período de tempo e para certas finalidades. Geralmente, são carimbados ou anexados ao passaporte do destinatário. Para obter um visto de entrada num país estrangeiro, você deve contatar diretamente a representação desse país no Brasil. Clique aqui para obter informações sobre Representações Estrangeiras no Brasil.


Para saber quais países exigem visto de turista e de negócios a brasileiros, consulte: http://www.abe.mre.gov.br/antes/tab_vistos.doc/view


Dica: antes de viajar, é sensato verificar com o seu consultor Voe Viagens ou com o consulado do destino a necessidade de vistos, pois pode haver mudanças quanto à obrigatoriedade a qualquer momento.

 

A possibilidade de exigência do CIVP é prevista no Regulamento Sanitário Internacional (RSI). Para obter a lista da Organização Mundial de Saúde com os países que exigem o certificado, contate o seu consultor Voe Viagens.

Para casos em que a vacinação ou a profilaxia for contra-indicada, deve-se providenciar a emissão do Certificado de Isenção de Vacinação e Profilaxia - o que pode ser realizada por um profissional médico ou por um Centro de Orientação ao Viajante.

Bagagem despachada é a bagagem que vai no porão do avião. A franquia de bagagem, ou seja, o peso máximo em quilos permitido para bagagem de cada passageiro, sem ônus adicional, despachada em serviços domésticos, pode variar de acordo com a capacidade da aeronave. Assim: 
• nas aeronaves acima de 31 assentos: 
o passageiro que viajar na primeira classe poderá levar até 30kg 
o passageiro que viajar nas demais classes poderá levar até 23kg 
• nas aeronaves com 21 a 30 assentos: 
o passageiro poderá levar até 18kg 
• nas aeronaves com até 20 assentos: 
o passageiro poderá levar até 10kg 

Nos vôos internacionais aplicam-se dois sistemas de franquia de bagagem: Peça e Peso. Nos destinos onde é aplicável o sistema de bagagem por Peça, o passageiro tem direito a transportar duas peças, desde que a soma total de suas dimensões (altura, largura e comprimento) não ultrapasse 158 cm e o peso de cada uma não exceda 32kg. O sistema de Peça é garantido aos passageiros, independentemente da classe paga no bilhete, e é aplicado igualmente para 
adultos e crianças. 

O sistema de Bagagem por Peça é aplicável nos serviços originados no Brasil com destino para: 
• Canadá/EUA e seus territórios; 
• pontos no Pacífico Sul; 
• pontos na Ásia, via Oceano Pacífico; 
• África do Sul; 
• Hong Kong ou Bangkok, via África do Sul, ou em serviços diretos; 
• o primeiro ponto de parada na Europa ou Oriente Médio e volta ao primeiro ponto de parada no Brasil. 

Já no sistema de Peso, a quantidade de bagagem varia de acordo com a classe. O sistema de Peso é aplicável nos serviços internacionais originados no Brasil para todos os demais destinos no exterior. Nas viagens internacionais para os destinos em que o sistema é aplicado, o passageiro da classe econômica tem direito a transportar até 20kg. 

Dê atenção especial se for levar consigo alguns dos seguintes objetos: vara de pescar, por porta-vara, prancha de surf, bicicleta, ski, snow board, arco e flecha, kite surf, bolsa de golf, skate, boliche, bodyboard, bolas, patins, caiaque, dentre outros. Neste caso, consulte as companhias aéreas de sua reserva ou conte com a ajuda do seu consultor Voe Viagens. 

Dica: identifique suas bagagens com seu nome, endereço, telefone e as sinalize com uma fita colorida, por exemplo, para facilitar a identificação das mesmas na esteira do aeroporto.

 

Vôo operado regularmente pelas Cias Aéreas para vôos comerciais, caracterizado por um número e executado de acordo com horário, linha, equipamento e freqüência pré-estabelecidos. 

Fretamento ou vôo charter é um vôo realizado em uma aeronave fretada, com tarifas mais econômicas que as praticadas no mercado e com regras pré-estabelecidas quanto à duração, data de saída/ regresso e destino, além de algumas limitações, tais como a impossibilidade de remarcação de datas da viagem ou ter o bilhete endossado por outra companhia. 

Número de assentos em determinadas Cias Aéreas (ou apartamentos em determinados hotéis) reservados para utilização por parte da operadora, desde que reportados dentro de um prazo determinado antecipadamente, de comum acordo entre estas empresas. 

É vôo compartilhado entre duas ou mais companhias aéreas. Pelo acordo, passageiros que adquiriram passagem aérea de uma determinada empresa, podem embarcar no vôo de outra. Uma Companhia cede assentos para a outra conveniada acomodar seus passageiros. 

É a troca de aeronave entre a origem e o destino de uma viagem, havendo mais de um n° de vôo. 

São pontos intermediários de um determinado vôo que compreende ao menos três pontos distintos de pouso e decolagem na operação, utilizando a mesma aeronave e n° de vôo. 

É o não comparecimento do passageiro, no dia e horário marcado. Incide em multa por parte da companhia aérea ou até mesmo perda de passagem. Por isso, se precisar alterar ou cancelar algum trecho de sua passagem, entre em contato com a companhia aérea ou com o seu agente de viagens.

É a comercialização de bilhetes aéreos em número acima dos disponíveis para ocupação. A prática ocorre por que, às vezes, passageiros confirmados em vôo não comparecem (no show). 

Para os casos de cancelamento de vôo e de overbooking, as normas regulamentadoras do CBAer (Código Brasileiro de Aeronáutica), em especial a Portaria n.º 676/GC5, asseguram ao passageiro o direito de reacomodação em outro vôo da mesma empresa aérea ou de empresa congênere, mediante endosso do bilhete aéreo, no prazo máximo de 4 (quatro) horas do horário estabelecido no bilhete de passagem aérea. A reclamação em casos de overbooking só será válida caso tenha havido a confirmação da reserva, mediante o comparecimento ao check-in no horário estabelecido pela empresa aérea ou, caso não tenha sido estabelecido o horário, no mínimo, com 30 (trinta) minutos de antecedência do vôo marcado, para vôos nacionais, e com 1 (uma) hora, para vôos internacionais.

De acordo com o CBAer (Código Brasileiro de Aeronáutica), o atraso de vôo por período superior a 4 (quatro) horas, contados do horário estabelecido no bilhete de passagem aérea, confere ao passageiro o direito de reacomodação em outro vôo da mesma empresa aérea ou de empresa congênere, mediante endosso do bilhete aéreo. Este direito não afasta, entretanto, a possibilidade de se reivindicar, perante o Poder Judiciário e os órgãos de proteção e defesa do consumidor, a adoção da referida medida em prazo inferior e/ou a reparação por eventuais danos morais e materiais, conforme permite a legislação consumerista. 

Assistência: No que se refere à assistência, o CBAer (Código Brasileiro de Aeronáutica) assegura que todas as despesas decorrentes da interrupção ou atraso da viagem, por período superior a 4 (quatro) horas, correrão por conta da empresa aérea, sem prejuízo da reparação de eventuais danos morais e materiais sofridos pelo passageiros. Assim, a não reacomodação dos passageiros vítimas de atraso, cancelamento de vôos e overbooking ou o não reembolso do bilhete aéreo no prazo de até 4 (quatro) horas obriga a empresa aérea a proporcionar-lhes, gratuitamente e sem prejuízo da responsabilidade civil, a assistência prevista na legislação em vigor, que inclui: refeição; comunicação (telefone, e-mail); hospedagem, e transporte de ida e volta para o aeroporto, se for o caso. 

Segundo a legislação específica, Portaria nº 676/GC5 e IAC 2203-0399, o reembolso poderá ser requerido nos casos de atraso, cancelamento de vôo e overbooking, sempre que o passageiro não tenha sido reacomodado em outro vôo da mesma empresa aérea ou congênere, no prazo máximo de 04 (quatro) horas contado do horário estabelecido no bilhete de passagem aérea. Os procedimentos de reembolso variam de acordo com as formas de pagamento adotadas pelo passageiro e pelo tipo de serviço contratado (vôos regulares domésticos ou internacionais e fretamentos). 

Dica: antes de fazer a reserva, leia com atenção o contrato de transporte. É necessário observar as diferenças existentes entre os diversos tipos de tarifas, pois as condições para o reembolso podem variar, especialmente em caso de tarifas promocionais que, em geral, possuem maiores restrições. Independente do tipo de tarifa, as suas condições devem sempre estar de acordo com a legislação em vigor.

É recomendável checar datas, horários e aeroportos (algumas cidades possuem mais de um aeroporto) antes de todo e qualquer vôo. Você pode fazê-lo entrando em contato diretamente com a companhia aérea. A INFRAERO oferece também um serviço de consulta de vôos online:http://www.infraero.gov.br/voos/index.aspx


Dica.: no caso de viagens internacionais como exigido pelas Cias Aéreas, chegue ao aeroporto com 4 horas de antecedência para evitar filas no check-in e outros possíveis aborrecimentos. 

A Infraero é remunerada, pelos serviços prestados, por meio de Tarifas Aeroportuárias criadas pela Lei nº 6.009, de 26/12/1973, e regulamentadas pelo Decreto nº 89.121, de 6/12/1983. A tarifa aeroportuária paga pelos passageiros (taxa de embarque), é fixada em função da categoria do aeroporto e da natureza da viagem - doméstica ou internacional - e cobrada antes do embarque do passageiro. A taxa remunera a prestação dos serviços e a utilização de instalações e facilidades existentes nos terminais de passageiros, com vistas ao embarque, desembarque, orientação, conforto e segurança dos usuários. Além desta, a Infraero também é recebe tarifas aeroportuárias e de navegação aérea, pagas pela Companhia Aérea ou pelo operador da aeronave e tarifas aeroportuárias pagas pelo consignatário (importador / exportador da carga). 

Dica: nem sempre todas as taxas aeroportuárias ou governamentais estão embutidas no bilhete aéreo. Algumas poderão ser cobradas nos aeroportos de cada localidade, portanto esteja preparado para eventualidades.

 

Muitos se assustam ao descobrir que o dólar divulgado nos telejornais não é o mesmo usado pelas operadoras de turismo, que trabalham com um valor maior. Isso acontece porque o dólar comercial (da TV) é usado em transações de importação e exportação, enquanto que o dólar turismo (das operadoras) é usado para pagar os serviços do segmento no exterior.

Passaporte com, no mínimo, 6 meses de validade a partir da data de embarque; passagens aéreas de ida e volta; cartão do seguro de viagem e cartão de crédito internacional. Além disso, recomendamos o o uso do Cashpassport (Cartão Recarregável em Moeda Estrangeira).

Para os passageiros que adquiriram ou vão adquirir pacotes com meia pensão (café da manhã e almoço ou jantar) sugerimos a quantia de €60 (Europa) ou U$60 (Demais Países) diários, para serem utilizados na compra de lembranças e bebidas, além da refeição não inclusa.

Claro que sim. Momentos devem ser registrados para serem eternizados. Por isso, também sugerimos aos passageiros que levem um cartão de memória extra no caso do primeiro encher.

É o procedimento realizado pelas companhias aéreas antes do embarque para identificar passageiros, verificar documentos e dar destino às bagagens. A rede hoteleira também utiliza esse termo para nomear a entrada de hóspedes nos estabelecimentos. Além disso, Check-In é uma área no site da Caminhos com serviços e informações úteis sobre viagens em geral.

É o termo utilizado pela rede hoteleira para identificar a saída dos hóspedes.

É a bagagem que será despachada no check-in. Cada passageiro pode levar e trazer duas bagagens de 32kg em viagens internacionais e uma de 20kg em viagens nacionais. Caso haja excesso de peso, a companhia aérea cobrará o valor correspondente do viajante.

É a bagagem que acompanha o passageiro dentro do avião: mochilas, bolsas e malas de, no máximo, 5kg ou que caibam no compartimento interno da aeronave. Bolsas femininas e sacolas não são consideradas bagagens de mão

• Documentos Leitura de bordo;
• Um casaco para enfrentar o ar condicionado;
• Uma muda de roupa (incluindo as íntimas) no caso da bagagem ser extraviada;
• Equipamentos eletrônicos como máquina fotográfica, filmadora e laptop;
• Material de higiene pessoal e remédios (frascos com substâncias líquidas devem conter, no máximo, 100ml).

Condição fisiológica que altera o funcionamento do organismo, o jet lag causa insônia e fadiga toda vez que cruzamos vários fusos horários em um curto espaço de tempo

O seguro prevê a cobertura de despesas médicas emergenciais. Por isso, aconselhamos nossos passageiros a levarem remédios de uso rotineiro (colírios, xaropes, comprimidos para pressão, estômago e dor de cabeça, entre outros) em quantidade acima do normal, já que existe a possibilidade deles não serem encontrados no destino.









Assine nossa newsletter e acompanhe as novidades



Loja 1
Av. Afonso Pena, 4909, Loja 200B Shopping Campo Grande 2º Piso / Santa Fé, Campo Grande - MS
Pague com:
© 2015 VOE Viagens. Todos os direitos reservados. Empresa autorizada a operar no mercado de cambio pelo Banco Central do Brasil - Número do sisbacen: 08493